POLÍCIA

29/07/2013 - Atualizado em 29/07/2013 - 07h21

Tamanho da Letra:
Aumentar Letra  Diminuir Letra

Tragédia na 116: 9 mortos: carreta de Manhuaçu e 2 vítimas de Simonésia

Celina e a filha Helena morreram no acidente

LEOPOLDINA (MG) - Acidente na tarde de segunda-feira (29) na BR-116, próximo a Leopoldina, deixou nove mortos e pelo menos nove feridos, três deles em estado gravíssimo.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal de Leopoldina, por volta das 14h, uma carreta bitrem, carregada com cerca de 60 mil litros de combustível, que trafegava próximo ao quilômetro 781, no sentido Além Paraíba/ Leopoldina, teria perdido o controle e batido em cinco carros, que seguiam no sentido contrário.

Duas viaturas do Corpo de Bombeiros participaram do resgate. Segundo os militares, uma criança de quarenta dias está entre as vítimas, identificada pelo uso de fraldas. A outra teria idade entre 10 e 12 anos. Os outros mortos são três mulheres e quatro homens, entre estes o motorista do caminhão que só foi localizado seis horas depois do acidente, já que as chamas impediam o acesso a cabine.

Se envolveram no acidente o Corsa Sedan (CSP-0673 /São José dos Campos-SP); um Hyundai HB20 (FKU-9457/ de Taubaté-SP); um Ecosport (KVF-6390 /do Rio de Janeiro) mais um Fiat Uno, um Ford Focus branco e o caminhão Mercedes que não puderam ser identificados.

Os feridos foram encaminhadas para o Hospital da Casa de Caridade de Leopoldina e para o Hospital São Salvador, no município de Além Paraíba. Os corpos das vítimas foram carbonizados, o que impossibilitou a identificação imediata. Todos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Leopoldina.

Uma pequena quantidade de combustível chegou a atingir um manancial do Rio Pirapetinga, que abastece a cidade. De acordo com a assessoria de imprensa da Copasa, não foi necessário interromper o abastecimento de água do município, pois a captação da água está a mais de dez quilômetros do local do acidente. Ainda segundo a empresa, não foi constatada nenhuma anormalidade.

Segundo as informações, uma mulher estava em estado gravíssimo no CTI da Casa de Caridade de Leopoldina, com 95% do corpo queimado. Um homem foi transferido para o hospital Monte Sinai em Juiz de Fora. Outro paciente aguardava transferência para um centro de queimados. Os outros seis feridos estavam em observação, e, segundo o hospital não corriam risco.

Foram confirmados, até agora, a morte de Celina Aparecida Mateus e da filha dela Helena Fernandes Mateus, que são de Simonésia.

A carreta bitrem do acidente em Leopoldina é de Manhuaçu. O pessoal do posto MAP confirmou durante a noite que o veículo estava vindo para cá. O motorista morreu carbonizado. Não há informações sobre o nome.

Carlos Henrique Cruz / Jailton Pereira - Com informações de O Tempo e do Jornal Tribuna de Minas - Fotos Auto Socorro Leopoldinense/Silvan Alves / Arquivo Pessoal/Facebook; Leopoldinense.com.br e PRF Leopoldina

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Portal Caparaó - Copyright 2009-2011 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por W3Vision