Portal Caparaó

carregando...

POLÍCIA

18/02/2013

Leo Rio Preto é preso pela PM

Leonardo de Oliveira, mais conhecido como Léo do Rio Preto, possui diversas passagens pela Polícia. O jovem é acusado de ser o autor de diversos furtos e roubos na região. Há bastante tempo em seu encalço, a Polícia Militar chegou a divulgar a foto de Léo, logo no início deste mês de fevereiro, e a informação de que existia um mandado de prisão em seu desfavor. Na ocasião, a população recebeu o chamado para contribuir com denúncias sobre o seu paradeiro.

Nesta última sexta-feira (15/02), os policiais militares receberam uma primeira pista sobre o seu paradeiro. Uma denúncia anônima informava que Léo estaria em no distrito de São Geraldo, em Passa Dez, na zona rural de Bom Jesus do Galho. Por volta das 15h30 a PM iniciou o trabalho de rastreamento na localidade. Ao avistar os policiais, Léo e um menor de idade fugiram, sendo que o autor deixou para trás durante a fuga uma blusa contendo seus pertences. Foram apreendidos um revólver calibre 32 minuciado, munições, 20 gramas de maconha e uma carteira com a quantia de R$ 243,50. A PM também recuperou uma motocicleta, placa de Inhapim, que havia sido furtada no último dia 07 e estava em posse do autor.

Os policiais conseguiram capturar o menor, que durante a abordagem confirmou que o jovem era mesmo Léo do Rio Preto. Com o menor foi apreendida uma arma calibre 22 minuciada.

 Já no domingo (17/02), uma nova denúncia anônima levou a polícia ao encontro de Léo. Ele foi preso em uma propriedade no distrito de Santa Efigênia. Ele estava escondido em uma casa abandonada. Segundo Cabo Neto, a prisão do autor é a certeza de uma maior tranquilidade na região, em especial, na zona rural, já que o autor amedrontava e era apontado e reconhecido em inúmeras ocorrências de furtos e roubos.

As informações são da TV Super Canal - Caratinga -

Compartilhar

Comentários

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.