Portal Caparaó

GERAL

15/05/2018 - Atualizado em 16/05/2018 12h43

Roberta Fully é empossada Promotora de Justiça no Espírito Santo

VITÓRIA (ES) - O procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), Eder Pontes da Silva, deu posse na sexta-feira (11/05) aos novos promotores de Justiça Substitutos Roberta Pimentel Fully, Lucas Lobato La Rocca e Roger Guimarães de Melo Barreto. Também participaram da solenidade os promotores de Justiça Substitutos Hudson Colodetti Beiriz e Felipe Amorim Castellan, que foram empossados no dia 3 de maio e já estão no exercício das funções.

Roberta Pimentel Fully é natural de Manhuaçu, casada com Márcio Leonel, filha de Dona Cecília e do policial militar já falecido Romualdo Fully. A cerimônia foi prestigiada pelos familiares e amigos, entre eles os irmãos, o contador Roberto Fully e o jornalista Fernando Fully. Além de ter trabalhado no Judiciário em Manhuaçu, Roberta Fully foi professora no ensino superior.

Estiveram presentes a subprocuradora-geral de Justiça Administrativo, Elda Márcia Moraes Spedo; o subprocurador-geral de Justiça Institucional, Alexandre José Guimarães; o subprocurador-geral de Justiça Judicial, Josemar Moreira; a corregedora-geral do MPES, Carla Viana Cola; o presidente da Associação Espírito-Santense do Ministério Público (AESMP), Adelcion Caliman; além de procuradores e promotores de Justiça; membros e servidores do MPES; e familiares dos promotores de Justiça Substitutos empossados.

Ao saudar a vinda dos novos membros do MPES e afirmar que agora eles cumprirão uma missão, o procurador-geral de Justiça recomentou que eles mantenham sempre proximidade com os cidadãos que atenderão nas Promotorias de Justiça. “Ressalto a importância de estreitarmos nossa relação com a sociedade. Somos servidores públicos e estamos aqui para servir aos cidadãos. A eles nosso trabalho é destinado”, discursou.

O procurador-geral de Justiça destacou também a presença na solenidade de vários procuradores e promotores de Justiça e enfatizou a união institucional em favor da sociedade. “Somos um só Ministério Público e queremos fortalecer cada vez mais nossa unidade institucional, pois assim teremos mais condições de exercermos nossas funções, inclusive com a maior aproximação entre o primeiro e o segundo graus”, observou.

A corregedora-geral do MPES; Carla Viana Cola, também saudou os novos membros e disse que a Corregedoria-Geral estará à disposição para auxiliá-los neste início de atuação ministerial. “Sejam muito bem-vindos. Estamos muito felizes com essa vinda, porque os senhores reforçarão a atuação ministerial com brilhantismo”.

O presidente da AESMP, Adelcion Caliman, orientou para que os novos promotores de Justiça atendam às pessoas com alegria nos municípios. “Por trás daquelas pessoas que procuram o Ministério Público existe o clamor por justiça”, disse.

A promotora de Justiça Substituta Roberta Pimentel Fully discursou em nome dos empossados. Ela destacou a importância do Ministério Público para o país, em especial neste momento, no enfrentamento da corrupção. Disse ainda que os novos promotores de Justiça se sentiam em casa. “Ser promotor de Justiça é uma vocação, que vamos exercer com amor e profunda dedicação, para fazer cumprir a Constituição e os direitos dos cidadãos”, afirmou.

Carlos Henrique Cruz - com informações do MPES

Compartilhar

Comentários

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.