Portal Caparaó

POLÍCIA

12/06/2018 - Atualizado em 13/06/2018 11h19

Tentativa de homicídio em lava jato termina com autor preso

MANHUAÇU (MG) - A Polícia MIlitar de Manhuaçu prendeu um rapaz que tentou matar um homem num lava jato na rua Antônio Pupim (ponte da Casa de Cultura) na manhã desta terça-feira, 12/06. Duas armas de fogo foram apreendidas.

Segundo a Polícia Militar, o autor chegou ao lava jato (local de trabalho da vítima) e efetuou disparos na sua direção atingindo-o de raspão no braço esquerdo.

Para se defender, a vítima pegou uma pá e desferiu golpes contra o autor para desarmá-lo. O resultado: conseguiu quebrar o braço direito do rapaz e tirar o revólver.

Equipe da Polícia Militar, formada pelo Sargento Celso Eler e Cabo Melo, que estava próxima ao local, deslocou-se rapidamente e fez a prisão do autor. Ainda foi encontrada outra arma de fogo em uma bolsa que ele portava.

O autor chegou ao local em uma motocicleta com características adulteradas. Ele usou durepox para alterar a placa e fita vermelha para mudar a cor do veículo e ainda pintou o rosto com carvão para não ser reconhecido.

MOTIVAÇÃO

Segundo as primeiras informações aos policiais, o autor alega que a vítima vendeu um veículo pick-up Strada para seu pai, sendo constatado posteriormente que se tratava de carro clonado, o qual foi apreendido pela Polícia Civil no início do ano na zona rural de Caputira.

Além do constrangimento causado, a vítima se negou em ressarcir o dinheiro da negociação.

Aos policiais, a vítima negou os fatos, alegando desconhecer o autor e a motivação, contudo há histórico de prisão dele em envolvimento na receptação de veículo produto de crime, fatos ocorridos no segundo semestre de 2017.

Autor e vítima foram levados para UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Manhuaçu. O responsável pelo disparo ficou internado para cirurgia e está sob escolta.

Carlos Henrique Cruz / Jailton Pereira - contato@portalcaparao.com.br

Compartilhar

Comentários

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.