Portal Caparaó - Operação Ultimum Judicium: quinto investigado é preso em São Paulo
Segurança

Operação Ultimum Judicium: quinto investigado é preso em São Paulo

26/03/2020 - Atualizado em 26/03/2020 13h51

MANHUMIRIM (MG) - O quinto elemento suspeito de envolvimento em fraudes e receptação de veículos clonados na região foi preso em ação conjunta da Polícia Civil de Minas Gerais com a PM de São Paulo. Outras quatro pessoas foram presas na Operação Ultimum Judicium, coordenadas pela Polícia Civil de Manhumirim.

Nesta quarta-feira, 25/03, em continuidade com as diligências a fim de capturar o foragido que estava no estado de São Paulo, foi preso o investigado na cidade de Santa Gertrudes.

Foi realizado um trabalho conjunto entre a Polícia Civil de Minas Gerais e a Polícia Civil e Militar de São Paulo.

De posse das informações repassadas pela 33° Delegacia de Polícia Civil de Manhumirim, equipes do 10° Batalhão, por intermédio do serviço de inteligência, cumpriram o mandado de prisão em desfavor do investigado.

O suspeito residia na cidade de Durandé, só que diante das ações policiais estava mudando com sua família para Santa Gertrudes, a fim de escapar da ação da Justiça.

QUATRO PRESOS

Na terça-feira, quatro pessoas foram presas durante a ação em Santana do Manhuaçu e em Durandé.

Intitulada de “Operação Ultimum Judicium” (Dia do juízo final), deflagrada pela equipe da Delegacia em Manhumirim, o trabalho resultou, além das prisões, no cumprimento de mandados de busca e apreensão em residência da, sob suspeita de receptação de veículos e fraude documental para regularização de veículos, além de formação de quadrilha e indícios de crime eleitoral, que foram encaminhados para a Justiça Eleitoral. Além disso, foi constatada a prática dos crimes de falsidade ideológica, estelionato, venda de armas e lavagem de dinheiro.

Durante a operação, foram presos dois agentes públicos: um vereador do município de Santana do Manhuaçu e o funcionário da Prefeitura do município. Outros dois suspeitos presos são da cidade de Durandé.

Foram expedidos um total de 6 mandados de prisão, segundo o delegado responsável pelo caso, Glaydson de Souza Ferreira. Agora, com a prisão ocorrida no estado de São Paulo, existe apenas um foragido, que estaria no estado de Mato Grosso.

A PCMG continua em articulação para cumprir o mandado restante.

VEÍCULOS

Além das prisões, a Polícia Civil realizou a apreensão de quatro veículos suspeitos de estarem sendo usados na prática dos crimes. Através de exame pericial, verificou-se que os carros se encontram adulterados. Um dos automóveis apreendidos pertence a um investigado que está sob suspeita de usar o nome de terceiros para fazer lavagem de dinheiro.

Jailton Pereira - jailton@portalcaparao.com.br

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.