Portal Caparaó - Manhuaçu sedia 6º Encontro de Cafeicultores da Região das Matas de Minas
Agronégocios

Manhuaçu sedia 6º Encontro de Cafeicultores da Região das Matas de Minas

14/12/2021 - Atualizado em 14/12/2021 13h52

MANHUAÇU (MG) - Manhuaçu sediou o 6° Encontro de Cafeicultores da Região das Matas de Minas. O evento foi realizado na sexta-feira, 03/12, no Castelo do Café.

Com expressiva participação, o encontro começou com uma agenda de relacionamentos durante a manhã. Produtores enviaram amostras de café com antecedência. Elas foram provadas com a presença deles e dos compradores. Em seguida, aconteceram reuniões para parcerias e negócios.

Para a analista técnica do Sebrae Manhuaçu, Reginamaria Loures, o evento atingiu “o objetivo proporcionar capacitação, geração de negócios e interação  entre os produtores. Iniciativas que contribuem com o fortalecimento da Região das Matas de Minas”.

PALESTRAS

Na edição deste ano, o encontro teve duas palestras durante a tarde. A primeira foi com a barista de fama internacional, Georgia Franco. Ela apresentou a nova onda do café no mercado mundial, especialmente após os desafios da pandemia do novo coronavírus.

Desde pequena, nas fazendas do avô, a barista já conhecia a cultura cafeeira. Inicialmente formada em Engenharia Civil, Georgia ingressou na escola de culinária em Nimes no ano de 2000, para realizar o curso de gastronomia.

Quando retornou ao Brasil, recebeu o convite do grupo Ferroni, grandes produtores de café especial, para integrar o time de desenvolvimento de blends de café para exportação. Após ingressar, de fato, na área do café, Georgia dedicou 3 anos viajando pelas principais feiras do setor por todo o mundo. Veio a se tornar sócia da Associação Americana de Cafés Especiais-SCAA e da Associação Europeia de Cafés Especiais - SCAE.

Uma das percursoras do movimento de cafés especiais no país, atualmente divide seu tempo entre as fazendas, onde descobre e explora novos grãos de cafés e o seu negócio, Lucca Cafés Especiais, campeão de 14 títulos de Brasileiros, 13 campeonatos regionais e outras conquistas.

Em seguida, o agrônomo, conselheiro de cafés especiais, representante da terceira geração de uma família de produtores de café da região das Matas de Minas e presidente do Conselho da Região das Matas de Minas, Sérgio Cotrim D’Alessandro, apresentou uma palestra sobre a Indicação de Procedência na Valorização dos Cafés da Região das Matas de Minas.

HOMENAGENS

Na parte final, o encontro reconheceu e premiou dois produtores que se destacaram na utilização do Selo de Rastreabilidade de Origem da Região das Matas de Minas. Demonstrando o interesse de ambos em valorizar a Região das Matas de Minas e oferecer a seus consumidores muito mais que cafés especiais e sim cafés que conectam pessoas, através de uma produção familiar.

Os produtores foram Horácio Antônio de Moura, de Simonésia, que mais utilizou o selo de procedência, e Ari de Oliveira Filho, de Manhumirim, que mais enviou amostras para prova.

O Conselho também entregou uma homenagem especial, entregue ao Gerente Regional João Roberto Marques Lobo e a analista técnica Reginamaria Loures, por seu empenho e atuação na cafeicultura do território.

O encontro foi realizado pelo Sebrae Minas e pelo Conselho das Entidades do Café da Região das Matas de Minas e apoio do Castelo do Café e patrocinado pelo Café Salomão, Central Campo e Sicoob Credilivre.

O Portal Caparaó não se responsabiliza por qualquer comentário expresso no site ou através de qualquer outro meio, produzido através de redes sociais ou mensagens. O Portal Caparaó se reserva o direito de eliminar os comentários que considere inadequados ou ofensivos, provenientes de fontes distintas. As opiniões são de responsabilidade de seus autores.